Causas De Diabetes Gestacional

Causas de diabetes gestacional? A gravidez é uma fase de diversas – e rápidas – mudanças no organismo feminino. Entre elas, destacam-se as modificações hormonais, que permite o desenvolvimento adequado do bebê. A placenta, por exemplo, é uma grande produtora de hormônios, entre os quais estão alguns inibidores da insulina. Responsável por metabolizar a glicose, transformando-a em energia para uso imediato das células. Ou armazenando-a em forma de gordura ou glicogênio, a insulina é o hormônio liberado pelo pâncreas. Toda vez que os níveis glicêmicos sobem, como ocorre após uma refeição, por exemplo. No entanto, quando sua ação é prejudicada, a glicose não é captada e sua concentração no sangue mantêm-se alta, caracterizando o quadro diabético.

No caso do diabetes mellitus gestacional (DMG), assim chamado por detectado pela primeira vez durante a gestação. O gatilho é uma combinação entre mudanças hormonais, estilo de vida histórico familiar. “A somatomamotrofina coriônica humana, hormônio produzido pela placenta, é a responsável por desencadear resistência à insulina. Além disso, hormônios que contribuem para o aumento glicêmico, como o cortisol e o estrogênio, elevam-se durante a gestação”, explica a endocrinologista Graça Maia.

No entanto, o pâncreas em estado normal é capaz de elevar a produção de insulina, compensando o aumento glicêmico típico da gravidez. Mas em gestantes nas quais a capacidade do pâncreas está prejudicada, esse reequilíbrio não ocorre, o que leva a causas de diabetes gestacional”, diz. Incidente na segunda metade da gravidez, a doença é mais comum do que se imagina. “Quase 8% das gestantes brasileiras são afetadas pelo diabetes gestacional, sendo este considerado a patologia metabólica mais comum durante a gestação”, afirma a endocrinologista.

Fatores De Riscos Das Causas De Diabetes Gestacional!

Entre os fatores de risco, estão a idade acima de 35 anos, obesidade ou ganho excessivo de peso durante a gravidez. Síndrome dos ovários policísticos, crescimento fetal excessivo e pré-eclâmpsia. “Além disso, partos anteriores com bebês acima do peso e o histórico pessoal e/ou familiar em parentes de primeiro grau também são fatores de risco”. Completa o ginecologista e obstetra Dario Feres Dalul. Quando não tratada, a doença aumenta as chances de parto prematuro, complicações durante o nascimento. Peso elevado do bebê e possível lentidão no desenvolvimento psicomotor da criança.

 

Recomendação Do Rastreamento Preventivo “ (Causas De Diabetes Gestacional) ”

Por esses motivos, recomenda-se o rastreamento preventivo de diabetes gestacional, indicado entre a 24ª e 28ª semana de gravidez. Na maioria das vezes, a doença não desencadeia sintomas, embora em casos extremos. E não tratados possa ocorrer aumento da frequência urinaria, fome e sede”, aponta Graça. Assim, a comum ausência de sintomas e sua similaridade com os sinais típicos da gravidez. Tornam ainda mais importante os exames para diagnóstico da doença.

Uma vez detectado, o diabetes gestacional é, na maior parte das vezes, bem controlado com mudanças de hábitos. Orientadas pelo obstetra, endocrinologista e nutricionista. Outra boa notícia é que o distúrbio comumente normaliza-se após o parto – o que não dispensa uma alimentação saudável. E o acompanhamento regular da glicemia.
Confira Também  >>> Dieta Para Diabetes Gestacional 

Saiba como manter uma dieta equilibrada quando ser está com diabetes gestacional!

 

 

E-book Cardápio Liberado Para Diabéticos? Insira Seu E-mail e Comece a Baixar Hoje mesmo o e-Book

Emerson Fittpaldi

Olá eu me chamo Emerson sou criador do blog. Diabetes Mellitus e Alimentos. E criei esse Blog pra fala sobre. Tipos de Diabetes, Sintomas, Tratamentos, Complicações, é Alimentos que previne a doença.

Website: https://www.diabetesmellitusealimentos.com.br/

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *