Diabetes Gestacional

Diabetes Gestacional

A diabetes gestacional é o aumento. Das taxas de glicose que surge pela primeira vez na gestação. Está associada ao excesso de peso da gestante, tendência familiar ao diabetes e gravidez em idade avançada.
Geralmente a glicose no sangue se normaliza após o parto.

 
Mas as mulheres que desenvolvem a diabetes gestacional têm maiores chaces de um dia serem acometidas pelo diabetes tipo 2. Assim como seus filhos. Saiba mais sobre o problema e evite complicações no parto.
5 Perguntas sobre diabetes gestacional.

 

 

1 – O que é Diabetes Gestacional.

E uma situação em que o aumento de glicemia aparece. Ou é diagnosticado pela primeira vez na gravides, podendo persistir o não após o parto. Ocorre em aproximadamente 7% das gestantes, sendo mais comum em alguns grupos étnicos como negros e hispânicos. Responde a endocrinologista Carolina Alves Cabizuca.

 

 

2 – O que Provoca a Doença.

Há alguns fatores. Que aumentam as chances de desenvolvê-la, como ter diabetes em gestação anteriores, parentes de 1º grau. Com diabetes, história de morte fetal ou nos primeiros dias de vida, abortos de repetição, recém-nascido com mais de 4Kg em gestações. Prévias, presença de hipertensão arterial, obesidade ou ganho excessivo de peso na gravides atual, idade acima de 25 anos. E fetos acima do peso ou com excesso de líquido amniótico.

 

 

3 – Como Diagnosticar.

A medida da glicemia em jejum. Deve ser feita já na primeira consulta pré-natal. Dependendo do valor apresentado, o médico pode pedir a glicemia após uma sobrecarga oral de glicose. Uma amostra de sangue é retirada logo após a paciente ingerir um líquido açucarado.

 

 

4 – Após Detectado o Problema, como Trata.

A paciente deve. Ser acompanhada por um equipe multidisciplinar, com endocrinologista, obstetra, nutricionista e enfermeira. O tratamento inicial é a orientação alimentar, que permita ganho de peso adequado. A atividade física deve fazer parte do tratamento, desde que não existam contraindicações obstétricas. indica a endocrinologista. A dieta, sozinha, permite um controle glicêmico em 50% a 80% das pacientes. Como as medicações não devem ser usadas durante a gestação, caso a glicemia permaneça alta, o médico pode recomendar o uso de insulina.

 

 

5 – Se não Tratado, o Que o Diabetes pode Causar

O diabetes gestacional aumenta em até 60%. O risco da mãe desenvolver diabetes em 10 anos após o parto.
O aumento da pressão arterial também é mais comum nessas mães. Já para os bebês, há chances de nascer com peso excessivo, o que pode dificultar o parto. Outra complicação é a queda nos níveis de nesses bebês logo após o parto, o que pode prolongar a internação hospitalar. Indivíduos expostos ao diabetes materno intrauterino têm aumento do risco de obesidade e aumento da glicose na infância e início da vida adulta.

 

 

Quando a Doença é Pré-Existente

O ideal é que toda mulher. Que planeja engravidar consulte um médico antes mesmo de dar início a gestação, especialmente as diabéticas. Isso porque as medicações orais devem ser trocadas pela insulina, já que elas são contraindicadas nesse período. No momento da gestação, as taxas de insulina devem estar bem controladas e o cuidado deve se estender até o parto. Para evitar complicações tanto na mãe quanto no bebê.

E-book Cardápio Liberado Para Diabéticos? Insira Seu E-mail e Comece a Baixar Hoje mesmo o e-Book

Emerson Fittpaldi

Olá eu me chamo Emerson sou criador do blog. Diabetes Mellitus e Alimentos. E criei esse Blog pra fala sobre. Tipos de Diabetes, Sintomas, Tratamentos, Complicações, é Alimentos que previne a doença.

Website: https://www.diabetesmellitusealimentos.com.br/

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *