Diagnóstico da Diabetes Gestacional

Diagnóstico da Diabetes Gestacional
Avalie esta postagem

Diagnóstico da Diabetes Gestacional. Mães diabéticas. Antes mesmo da gestação, é preciso iniciar cuidados especiais para que a doença não interfira na saúde do bebé. Toda gestação necessita de cuidados, para que o bebé nasça saudável e a mãe tenha um período confortável.

Mas, se a grávida for diabética, esses cuidados precisam ser especiais. O controle adequado da glicemia na gravidez é importante para que se evite complicações. Tanto para a mãe quanto para o feto.

 

 

Diagnóstico da Diabetes Gestacional

Segundo informações da Sociedade Brasileira de Diabetes. A gravidez de uma paciente diabética pode apresentar complicações que normalmente não ocorrem na mulher. Sem diabetes, no entanto, existem várias formas de prevenir essas complicações e é a mãe quem tem papel decisivo. E fundamental que a mulher tenha uma gravidez programada, ou seja, alguns meses antes de engravidar. Comece a prevenção com uma consulta médica. O especialista avaliará o controle glicêmico e as possíveis consequências que o diabetes possa ter causado. E que podem piorar na gestação como danos nos rins ou na retina.

 

 

 

A Gravidez Programada

Diagnóstico da diabetes gestacional programe sua gravidez. A glicemia precisa está o mais próximo do normal para que o período seja saudável. A gravidez programada também é capaz de evitar as malformações no feto, já que, em mães diabéticas. Elas acontecem nas oito primeiras semanas de gestação, quando muitas vezes, a mulher não sabe que está gravida. E, quanto maior o controle glicêmico, menores os riscos de a criança desenvolver diabetes.

 

 

Mudança de Hábitos

Diagnóstico da diabetes gestacional mude seus hábitos. O tratamento do diabetes pode ser modificado, já que alguns medicamentos não podem ser usados pela gestante. Assim, é comum que os comprimidos sejam substituídos por insulina. O ideal é ter um acompanhamento multidisciplinar, com endocrinologista, obstetra e nutricionista. Já que a alimentação terá papel decisivo no controle da doença. E importante se orientar quanto aos adoçantes permitidos na gravidez, bem como produtos diet.

 

 

Diabetes Gestacional um Caso Diferente

Não confunda o diabetes que surge na gestação é um caso diferente. De quando a mulher já era diabética ao engravidar. Diabetes gestacional é uma situação em que o aumento do açúcar no sangue aparece ou é diagnosticado. Pela primeira vez na gravidez, podendo persistir ou não após o parto. Ocorre em aproximadamente em alguns grupos étnicos, como negros e hispânicos. Para detectar o problema, é necessário medir a glicemia em jejum logo na primeira consulta pré-natal.

 

 

Confirmado o Diagnóstico

Uma vez confirmado o diagnóstico. O tratamento se inicia com orientação alimentar, que permite ganho de peso adequado. A prática de atividade física deve fazer parte do tratamento, desde que não existam contraindicações obstétrica. A dieta sozinha, permite um controle glicêmico adequado em 50% a 80% das pacientes. Caso a glicemia continue elevada, é indicado o uso de insulina, já que as medicações orais ainda não estão. Liberadas para gestantes. E importante lembra que o diabetes gestacional não é uma indicação de cesariana.

 

 

Principais Fatores de Risco

Os principais fatores de risco para o desenvolvimento de diabetes. Durante a gestação são.
. Histórico anterior de diabetes gestacional.
. Parente de 1º grau com diabetes.
. Histórico de morte fetal ou nos primeiros dias de vida.
. Abortos de repetição.
. Idade acima de 25 anos.
. Histórico de recém-nascido com mais de 4Kg em gestação prévia.
. Presença de hipertensão arterial, obesidade ou ganho excessivo de peso na gravidez.
. Feto acima do peso ou com excesso de líquido amniótico.
No bebé, o diabetes gestacional pode provocar excesso de peso e queda nos níveis de glicemia após o parto.
Nas mães, pode ocorrer aumento de pressão arterial e risco de 17% a 65% maior de desenvolver diabetes.
Em 10 anos após o parto.

 

 

Diagnóstico da Diabetes Gestacional

PAPO SINCERO.
Antes durante e após a gestação. O ideal é a gestante não deixar de tirar suas dúvidas sobre o tratamento e a necessidade de cuidados médicos. Com o bebé após o parto também é preciso decidir, junto ao obstetra, qual o melhor tipo de parto. A preocupação com a saúde do bebé pode deixar as mães mais ansiosas e estressadas nesse período. Por isso, consultar um psicólogo pode ser de grande ajuda. Controlar a ansiedade também é importante, pois e estado emocional pode interferir no controle da doença.

e-Book Nível Sob Controle! As Seguintes Receitas Ajudam Na Manutenção Das Taxas De Glicemia No Sangue!

Emerson Fittpaldi

Olá eu me chamo Emerson sou criador do blog. Diabetes Mellitus e Alimentos. E criei esse Blog pra fala sobre. Tipos de Diabetes, Sintomas, Tratamentos, Complicações, é Alimentos que previne a doença.

Website: https://www.diabetesmellitusealimentos.com.br/

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *