Tratamento do diabetes mellitus

Tratamento do diabetes mellitus

O objetivo central do tratamento do diabetes mellitus É obter forma de se controlar a glicemia sanguínea, isto é os níveis de açúcares no sangue. Além disso, o tratamento do diabetes mellitus visa também a controlar as alterações no metabolismo do organismo decorrentes do diabetes.

 
A estratégia do tratamento do diabetes mellitus definida pelo médico depende, entre outros fatores, do tipo de diabetes que a pessoa é portadora. Mas o princípio básico de cada estratégia é essencialmente o seguinte.

 

 

Estratégia de tratamento do diabetes tipo 1

As pessoas que têm diabetes tipo 1 Têm que tomar regulamente insulina por toda a vida para poderem controlar os níveis de glicose sanguínea. Lembre se de que, neste tipo da doença, organismo não produz insulina suficiente, ou mesmo insulina alguma, divido a uma falha no funcionamento do pâncreas. Essa deficiência, ou mesmo ausência de produção de insulina, deve ser compensada por meio de injeções de insulina. Atualmente, existem tecnologia novas que facilitam para a própria pessoa possa tomar com mais segurança suas doses regulares de insulina em casa. Por meio de injeções, bombas, ou outros dispositivos. Além das doses regular de insulina, o tratamento do diabetes tipo 1 demanda um controle alimentar rigoroso, aliado a prática de atividades físicas que ajudem na manutenção dos níveis normais de glicose sanguínea.

 

 

Estratégia de tratamento do diabetes mellitus tipo 2

O tratamento do diabetes tipo 2 Em geral é mais voltado para o controle alimentar. Redução do excesso de peso, e adoção de hábitos de vida saudáveis. Que ajudem na manutenção dos níveis apropriados de glicose sanguínea. Lembre se de que, neste tipo de diabetes , mesmo quando o pâncreas produz normalmente a insulina, o organismo como um todo não consegue processá la para regular os níveis de glicose. Essa característica do diabetes tipo 2 faz com que seu tratamento do diabetes mellitus seja muito voltado para o controle alimentar, para que a pessoa não consuma carboidratos em uma quantidade tal que possa aumentar o nível de sua glicose sanguínea. Em alguns casos específicos, e dependendo da avaliação médica feita com base em exames mais detalhados, pode ocorrer de a pessoa com diabetes tipo 2 também necessitar de injeções regulares de insulina.

 

 

Estratégia gerais de tratamento do diabetes mellitus

Embora haja Algumas características específicas. Para o tratamento do diabetes mellitus. Conforme o tipo 1 ou 2 todo o tratamento de diabetes independentemente do tipo envolve quadro aspectos que são muito importantes.

 

 

1. Aspecto alimentar

Envolve mudanças nos hábitos alimentares. Tendo como objetivo central o controle das taxas de glicemia sanguínea. É importante que o tratamento seja feito com base em orientação. Por parte de profissionais de nutrição, visando não só a redução e controle da glicemia, como também a redução dos riscos cardiovasculares. A manutenção do peso adequado ajuda na prevenção de complicações crônicas e aprimoramento da saúde da pessoa de um maneira geral. O tratamento do diabetes mellitus sempre envolve a adoção de dieta equilibrada que deverá, em linha gerais, consistir basicamente dos seguintes itens.

50% de carboidratos
35% de gorduras
15% de proteínas

É recomendável, também, que a alimentação seja. Baseada em média de seis refeições diárias balanceada e em alimentos ricos em fibras, vitaminas e sais minerais. O uso de bebidas alcoólicas deverá ser desestimulado.

 

 

2. Aspecto físico

A recomendação de prática de atividade física. Ou esportiva, em geral, faz parte do tratamento. Esta atividade deve corresponder a uma caminhada diária de meia hora, ou algum equivalente. Porém se o paciente de diabetes. Possui hábitos de vida sedentária, o início de qualquer programa de atividade física ou esportiva.
Deverá ser precedido de uma avaliação médica, para verificar se não existe algum impedimento de natureza cardiovascular que possa trazer risco a pessoa.

 

 

3. Aspecto medicamentoso

Existe uma diversidade de medicamentos específicos para cada tipo de diabetes. Por exemplo, a insulina é de uso obrigatório para pessoas com diabetes tipo 1 além dos hipoglicemiantes destinados a pessoas em tratamento de diabetes mellitus tipo . Mas o uso de todo e qualquer tipo de medicamento deve ser feito somente sob estrita orientação, prescrição e supervisão médica.

 

 

4. Rastreamento

O rastreamento consiste no acompanhamento periódico. Das condições da pessoa portadora de diabetes.
Em geral, ele é feito anualmente após o diagnóstico, ou com alguma outra periodicidade definida pelo serviço de saúde. O rasteamento consiste em uma avaliação. Que visa a observar e acompanhar a evolução das condições de saúde da pessoa portadora de diabetes em diversos aspectos. Esta avaliação é feita por meio de uma série de exames e procedimentos que incluem, entre outros, os seguintes.

. Exame ocular
. Análise do perfil lipídico
. Exame de microalbuminúria
. Sensibilidade da planta dos pés.

Estes exames de rastreamento. Bem como outros que podem ser solicitados. Pelo seu serviço de saúde, permitirão ao seu médico ter uma avaliação clinica mais detalhada. De como o diabetes pode estar ou não afetado sua saúde, e as medidas necessárias que deverão ser tomadas.

E-book Cardápio Liberado Para Diabéticos? Insira Seu E-mail e Comece a Baixar Hoje mesmo o e-Book

Emerson Fittpaldi

Olá eu me chamo Emerson sou criador do blog. Diabetes Mellitus e Alimentos. E criei esse Blog pra fala sobre. Tipos de Diabetes, Sintomas, Tratamentos, Complicações, é Alimentos que previne a doença.

Website: https://www.diabetesmellitusealimentos.com.br/

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *